Ela vive em meio aos loucos

 

Ela vive em meio aos loucos
Por Anna Carolina
       (Palhaça Cuidadora Carolys)

Ela vive em meio aos loucos, mas tampouco se importa com isso. A loucura que dizem estar ali ela não reconhece. Carolys apenas aparece e esquece como aquelas pessoas vivem ali. Carolys convive, uma vez por semana, com pessoas sobreviventes: viventes no Juliano Moreira. Ela acha tão diferente ser presente num lugar tão ausente de amor, de carinho e de paz.

Mas vou começar pelo início da vida de Carolys. Antes dela existia uma Anna, que queria de alguma forma sair da teoria dos livros da universidade e conseguir espalhar o que existia dentro de si: um grande amor. Assim surgiu o PalhaSUS, em um ótimo momento a convite de outra palhacinha veterana. Nasce a Carolys que atuará no Juliano Moreira (Juju).

A vivência não poderia ser melhor. No começo, assim que entrava lá ela sentia medo. Não medo de estar lá, mas de não saber ser iriam gostar. Enfim chegou, entrou, se maquiou e foi “atuar”. Na verdade ela foi ser ela mesma. Carolys me contou que nunca tinha recebido abraços tão sinceros, tão apertados e tão inesperados. Não chamem os amores dela de loucos: chamem-nos de amores por saber viver na loucura.

A Carolys tem muito que crescer (não literalmente), aprender com seus pais e com seus irmãos. A união de todos nós dá forças para Carolys e Anna continuarem. Elas estão cheias de amor e carinho para dar.

           ____________________________________________________________





“Carolys, mistura de cores e melanina. Estuda para dar voz aos mudos e aos surdos faze-los ouvir. A terapia usada: gargalhadas, doutor!” (Anna Carolina, Estudante de Fonoaudiologia)