Por trás do nariz vermelho...




Por Trás do Nariz Vermelho
Por Saulo Rodrigues
(Palhaço Cuidador Muzzarela)




Por trás do nariz vermelho...

A vida é uma caixinha de surpresas. No dia em que comemoramos o nascimento de alguém é o mesmo dia que recebemos a notícia de que outra pessoa não está mais entre nós.

A vida é justa, sim. Não quero dizer que o mundo é injusto por tirar do mundo uma pessoa cheia de vida, nem quero dizer que jamais vou aceitar que a história seja assim. Afinal, dizem que para morrer é preciso apenas estar vivo. Mas costumo dizer que para viver é preciso apenas um sorriso.

A vida é simples. Não é necessário conversar por horas, ver por dias e conviver por anos para poder amar. Uma troca de olhares, um sorriso e algumas palavras conseguem fazer isso muito bem. E assim que é o nosso trabalho.

A vida é só uma questão de escolhas. “Não se apegue demais”, dizem. “Não ame quem não te ama”, dizem. “Não entre no elevador sem antes verificar se o mesmo encontra-se neste andar”, dizem. Nem sempre nos importamos com regras e talvez isso faça de nós pessoas incomuns... Capaz de desejar uma boa noite e estender a mão para uma pessoa que está deitada em sua cama de papelão. Capaz de colocar um sorriso naquela pessoa que está reclamando que o mundo não é justo por lhe fazer ficar por duas semanas num quarto de hospital. Quão estranho isso é? Mas escolhemos seguir este caminho.

A vida é só uma questão de ser feliz. Queremos te ver sorrir, onde quer que você esteja. Talvez você nunca saiba nosso nome de verdade. Mas nós sabemos quem você é. Nós sabemos o que você quer. Nós conhecemos a tua fraqueza. Nós sabemos da sua força. Só precisamos que você nos olhe e diga “Sim, eu deixo você entrar no meu quarto (E na minha vida)”. Você nos disse que um sorriso vale muito. E esse sorriso é nosso combustível.

A vida é a vida.
A vida... É.
À vida.






 Saulo Rodrigues, fisioterapeuta de profissão e coração, palhaço por vocação. Sempre a favor da humanização!